terça-feira, 12 de dezembro de 2017

‘OUMUAMUA’ - OVNI é Monitorado Pelo Mais Potente Telescópio do Mundo

O mais potente telescópio do mundo, na Virgínia, Estados Unidos, está tentando detetar sinais de rádio do mais recente e misterioso objeto que entrou no nosso sistema solar, o 'Oumuamua'.

Foto meramente ilustrativa.

Há um objeto misterioso à deriva no espaço que tem uma forma semelhante a um charuto. Foi detetado pela primeira vez no sistema solar em outubro e agora o mais potente telescópio no mundo está tentando perceber que objeto é este e se é sinal de que há vida extraterrestre no espaço.

Recentemente chamado de ‘Oumuamua’, o objeto que entrou no sistema solar vindo do espaço interestelar tem cerca de 400 metros de comprimento, sendo dez vezes mais comprido que sua largura. Tem uma cor avermelhada, pouco pó e água, e deve ser primariamente rochoso ou metálico, segundo o jornal The Guardian.

Os cientistas que integram o projeto Breakthrough Listen, que procura sinais de vida para além da existente na Terra, disseram que o Green Bank Telescope, localizado na Virgínia, Estados Unidos, vai tentar detetar sinais de rádio vindos do ‘Oumuamua’ — a primeira fase de observações vai durar cerca de dez horas e vai capturar sinais em quatro ondas de rádio distintas.

"É muito provável que seja de origem natural, mas por ser tão peculiar, nós gostaríamos de verificar se há algum sinal de origem artificial, como emissões de rádio”, disse Avi Loeb, professor de astronomia na Universidade de Harvard e assessor do projeto Breakthrough Listen, acrescentando que “Se nós detetarmos um sinal que parece de origem artificial, vamos saber imediatamente”.

Muitos astrônomos creem que o objeto é um asteroide interestelar, mas a sua forma alongada é diferente de todas as outras verificadas na cintura de asteroides do nosso sistema solar, daí quererem monitorizar o objeto.

‘Oumuamua’ encontra-se agora duas vezes mais distante da Terra do que o Sol, mas ainda assim, o telescópio consegue detetar as transmissões. Loeb diz que não espera que o telescópio detete uma transmissão extraterrestre, mas que é melhor verificar.

"A probabilidade de ouvirmos alguma coisa é muito pequena, mas, se ouvirmos, vamos reportar imediatamente e tentar interpretar”, disse Leob.

O professor acha importante perceber se há realmente indicações de vida extraterrestre porque é uma questão fundamental da ciência, “talvez a mais fundamental”, tentar perceber se “estamos sozinhos?”.

O projeto Breakthrough Listen foi criado em 2015 e financiado por Yuri Milner para procurar evidências de sinais extraterrestres ao longo de, pelo menos, 10 anos.

Os investigadores não sabem como é que estes objetos tão longos podem surgir na cintura de asteroides e, ao estudarem ‘Oumuamua’ de perto, esperam aprender como se formam e se há outros no sistema solar — “Se for de origem natural, deve haver muitos mais”, afirmou Loeb. Assim, se o telescópio não detetar quaisquer sinais de vida, os astrónomos esperam que a investigação ajude a compreender melhor este corpo misterioso.


domingo, 26 de novembro de 2017

CENSURA! - As Bases Extraterrestres no Lado Oculto da Lua

Estruturas extraterrestres do outro lado da Lua que não deveriam existir. Esta poderia ser a principal razão pela qual não houve missões tripuladas na Lua nos últimos anos.


Nos últimos anos, um número anormalmente grande de altos funcionários do governo, ex-astronautas e oficiais militares falaram sobre OVNIs e formas de vida alienígenas que visitaram ativamente nosso planeta há milhares de anos.

Uma das nossas citações favoritas sobre a vida alienígena vem de Edgar Mitchell, o astronauta que participou da missão Apollo 14 em 1971 e o sexto homem a caminhar na lua. Mitchell disse que “depois de viajar no espaço, estou completamente seguro de que os alienígenas estão nos observando. Eu não sei quantos, onde e como eles fazem isso, mas olhando para nós; Vimos essas naves em todos os momentos. ”

No entanto, Mitchell não era o único astronauta que falava abertamente sobre extraterrestres. Edwin Eugene Aldrin, Jr., Alias ​​’Buzz’ Aldrin, um ex-astronauta e engenheiro americano, também falou sobre o fenômeno OVNI. Buzz Aldrin foi o piloto do módulo lunar da Apollo 11 e foi um dos dois primeiros terra humana na superfície da lua e a segunda pessoa a pisar em 21 de Julho 1969, 03:15:16 UTC

ALDRIN DISSE:

No Apollo 11 em direção à Lua, observei uma luz através da janela que parecia se mover ao nosso lado. Havia muitas explicações sobre o que poderia ser, além de outra nave espacial de outro país ou outro mundo: era o foguete do qual tínhamos separado ou os quatro painéis que se afastaram quando removemos o lander do foguete e estávamos preparados para narrar com as duas espaçonaves. Então, na vizinhança, afastando-se, havia quatro painéis. E estou convencido de que estávamos vendo o sol refletido em um desses painéis. Qual? Não sei. Então, tecnicamente, a definição pode ser “não identificada”.


A missão Apollo da NASA é considerada por muitas pessoas em todo o mundo como uma das maiores conquistas da humanidade e, por outro lado, como uma falha total. A verdade é que ninguém pode entender por que a NASA decidiu fechar o programa Apollo, que estava indo tão bem.



Fonte
LEIA TAMBÉM:

quarta-feira, 22 de novembro de 2017

Fotografias da Antártida Evidenciam Possível Existência de Cidades Enterradas Debaixo do Gelo.

Um oficial da marinha também falou sobre as muitas coisas que viu na Antártica, dentre as quais inclui uma grande abertura no gelo perto de uma região onde o voo não é permitido, que ele cruzou em um helicóptero com uma emergência médica a bordo.


O oficial da marinha dos EUA disse que ele havia levado um grupo de cientistas e foi informado de que não deveria falar mais sobre o assunto. Ele disse que os cientistas desapareceram por duas semanas e que pareciam assustados. Ele ainda disse que, quando os havia levado de volta para McMurdo, todos os seus pertences foram isolados e eles foram levados para uma sala especial na cidade de Christchurch na Nova Zelândia.

Ruínas?

O oficial falou sobre o que ele viu em alguns excelentes detalhes, e consideram esta uma das histórias mais provocativas que já foi apresentada, relacionada ao que está acontecendo em segredo na Antártida .

Na entrevista, o oficial da marinha falou sobre os muitos acontecimentos estranhos que aconteceram na Antártida, e disse que muitas pessoas poderosas haviam visitado a Antártica durante a segunda metade de 2016, inclusive pessoas do Vaticano, políticos e astronautas. Mas por que o interesse súbito em uma região que deveria ser nada além de gelo?

Um muro?

Em um vídeo, sugeriu-se que os militares encontraram uma cidade antiga que estava debaixo do gelo na Antártida. A questão também foi feita sobre a Operação High Jump de 1947, onde cientistas nazistas revelaram informações sobre os nazistas com base na Antártida. O governo enviou uma enorme força de invasão à Antártica, e foi dito que eles encontraram enormes naves em forma de disco e que os militares foram atacados por essas naves. Foi então dito que o governo plantou informações erradas sobre o que aconteceu para afastar as pessoas da verdade de que os militares encontraram OVNIs.

Se as fotografias que demonstram que uma cidade antiga está embaixo do gelo na Antártida estão ligadas à Operação High Jump, ainda precisa ser determinado, mas parece que há edifícios no gelo.

Assista ao vídeo abaixo: